Artes & Cultura, Nas Asas da Poesia, Rubricas, Uncategorized

Nas Asas da Poesia – Férias

O sol põe-se, novamente, Mais um dia vou contar Nesta contagem decrescente Para, por fim, descansar.   As férias vão-se aproximando Não sei onde m’irão levar Mas já vivo imaginando O dia em que as verei chegar.   Serra, praia, sol e mar Estrangeiro ou Portugal Muito há que planear Para que seja especial.  … Continue reading Nas Asas da Poesia – Férias

Artes & Cultura, Nas Asas da Poesia, Rubricas

Nas Asas da Poesia – Todos lhes chamamos férias

Todos os anos é igual Escolher e tudo planear Para nada correr mal Para poder viajar.   Todos lhes chamamos férias Altura para descansar E de muitas novas histórias Para mais  tarde revelar.   A cidade dos canais A dos Deuses do Olimpo Mares cheios de corais Num planeta tão distinto.   Civilizações antigas Um… Continue reading Nas Asas da Poesia – Todos lhes chamamos férias

Artes & Cultura, Nas Asas da Poesia, Rubricas

Nas Asas da Poesia – Nascer da aurora

Recarrego as minhas baterias Nas recordações de uma viagem E em todas as noites frias Me lembro da mesma paisagem.   Uma chama acolhedora Numa fogueira quase apagada Assistia ao nascer da aurora Uma família no chão sentada.   Tamanha era a felicidade Que a todos nos arrebatava E, ainda há pouco, com saudade Aqueles… Continue reading Nas Asas da Poesia – Nascer da aurora

Artes & Cultura, Nas Asas da Poesia, Rubricas

Nas Asas da Poesia – Quantas viagens eu faço?

Quantas viagens eu faço, Mesmo sem me deslocar? Viajo no tempo e no espaço Para me poder encontrar.   Viajo na minha mente Num labirinto sem fim E percebo, de repente, Que a vida me sorri.   Alegrias e tristezas Encontro em cada viagem E um mundo de incertezas Trago na minha bagagem.   Cada… Continue reading Nas Asas da Poesia – Quantas viagens eu faço?

Artes & Cultura, Nas Asas da Poesia, Rubricas

Nas Asas da Poesia – Viagens

Como sementes crescemos juntos Viajamos para vários lugares E quando ficamos adultos Mudam-se as marés e os mares   De mim a ti são zero segundos Vives em mim no momento Contigo vou a mil mundos Contigo velejo no vento   De mim a ti não é nada Sem espaço nem dimensão Não há sequer… Continue reading Nas Asas da Poesia – Viagens

Artes & Cultura, Nas Asas da Poesia, Rubricas

Nas Asas da Poesia – Viajante

Meu destino? Sempre o mesmo a incógnita perene Atiro passos a esmo por causa dita solene   Cabeceio a estratosfera sem tirar os pés do chão e viajo pela quimera a bordo de um coração   Desafio a gravidade para ser onde não estou adicionando saudade a todo o ontem que sou   No meu… Continue reading Nas Asas da Poesia – Viajante

Artes & Cultura, Nas Asas da Poesia

É entre mim e o resto que sou

É entre mim e o resto que sou Que o poema existe É entre a fuga e o regresso Que o poema corre Criança descalça em pedras lisas É entre mim e o que digo que o poema dorme inquieto A descansar no voo de aves de céus diferentes É a distância e o rasgar… Continue reading É entre mim e o resto que sou

Artes & Cultura, Nas Asas da Poesia, Rubricas

Nas Asas da Poesia – A Verdade da Mentira

A verdade e a mentira São apenas ilusões, Uma frase proferida Em diferentes situações.   Quantas mentiras de outrora Não foram senão verdade, Quantas verdades de agora Não mentimos com saudade.   Quanta mentira sincera Da nossa boca ecoou, Quanta verdade que era Mas o tempo transformou.   Quantas verdades mentidas, Quantas mentiras reais, Quantas… Continue reading Nas Asas da Poesia – A Verdade da Mentira

Artes & Cultura, Nas Asas da Poesia, Rubricas

Nas Asas da Poesia – Admentir é o primeiro passo

Quando era moço pequeno fui prendado com chapadas por macular a verdade com umas mentiras safadas.   Tomei sermões, malaguetas, rezei Pais Nossos e alheios por meias verdades, petas que me custaram recreios.   Cresci. Mas não me curei nem com reguadas de morte! Menti tanto quanto jurei falar verdade…e tive sorte.   Só me… Continue reading Nas Asas da Poesia – Admentir é o primeiro passo

Artes & Cultura, Nas Asas da Poesia, Rubricas

Nas Asas da Poesia – A Mentira do Sorriso

O sorriso é enganador Engana quem não quer ver E mascara aquela dor Que tanto me faz sofrer.   Enquanto a boca sorri Os olhos demonstram a tristeza Que cresceu dentro de mim E se perdeu na natureza.   O sorriso traz a mentira De tudo o quero esconder Enquanto a minha alma gira Perdida… Continue reading Nas Asas da Poesia – A Mentira do Sorriso