Ambiente & Cidadania, Fotossíntese, Rubricas

Fotossíntese – Será que o pai natal tem livro de reclamações?

47689472_2536322586410273_6153056855049371648_n

Natal! Já cá está outra vez! Os pais natal já invadiram os anúncios publicitários e já tenho dificuldade em encontrar uma rádio que não passe música natalícia (quando gostamos de boa música temos dificuldade em apreciar este género típico). Músicas à parte, o espirito natalício já anda por aí e ficamos todos mais leves e felizes! Mas para o nosso planeta, infelizmente, esta época é a mais pesada do ano.

Problema?! Não é apenas um, ora vejamos o que o Natal nos traz:

Gastos de tempo e dinheiro – Já repararam que nesta altura do ano vemos imensas pessoas de sacos na mão a passear pelas lojas sozinhas? As compras de Natal têm um grande problema: como queremos surpreender aqueles que mais amamos temos de comprar os presentes sozinhos! Como andamos todos às compras ao mesmo tempo as filas de carros e para as caixas são enormes, o que aumenta o tempo gasto. Muitas pessoas têm de fazer horas extraordinárias após um longo dia de trabalho para comprar aquele presente especial. O dinheiro gasto também faz também um rombo no orçamento, o que dificulta a dinâmica familiar nos meses seguintes.

Quantidade desnecessária de presentes – Todos adoramos dar e receber presentes, não há dúvida disso, mas será que pensamos verdadeiramente no peso das nossas escolhas? Será que necessitamos mesmo de mais um par de meias? Será que uma criança necessita de abrir em média cerca de oito presentes na noite de Natal? Não estaremos a passar a mensagem errada às nossas crianças? Como podemos querer que estas aprendam a poupar e a valorizar o que é seu, se apenas num dia é esta a quantidade que oferecemos? Será que o mundo necessita de consumir o triplo dos recursos para todos sermos mais felizes um par de horas?

Embrulhos e enfeites de Natal – Como se já não fosse suficiente mau gastarmos recursos nos presentes, ainda decidimos embrulhá-los em kilos e kilos de papel de embrulho! Sabias que a maior parte do papel de embrulho não é reciclado, pois é misturado com materiais plásticos e à base de petróleo? A maior parte dos enfeites de Natal, que só dura em média dois anos, são feitos de plástico não reciclável pelas mesmas razões que os embrulhos! A maior parte dos mesmos vai parar a aterros ou mais provavelmente para o mar.

Desperdício alimentar – Sabemos bem, não é? A família reúne-se e come mais do que precisa, ganha uns quilitos a mais… mas o que pesa mais é aquilo que não chega a ser consumido e torna-se desperdício alimentar.

Solução: Os problemas são muitos! Será que o pai natal tem livro de reclamações? Mas existem soluções! Dota-te do verdadeiro espírito natalício e refaz algumas das tradições da época, transformando-as em algo bem mais especial.

Gastos de tempo e dinheiro e quantidade desnecessária de presentes – E se utilizássemos esse tempo todo que gastamos a comprar presentes para passar mais tempo com as pessoas que amamos? Existem inúmeras atividades de voluntariado nesta época. Estes presentes acabam por ser os mais valiosos porque deixam memórias preciosas. As nossas crianças não precisam de mais um brinquedo mas sim de mais experiências e tempo de valor com a família. Se realmente ainda tiveres de comprar um presente pensa nestas opções:

  • Compra online
  • Oferece o apadrinhamento de um animal selvagem em recuperação
  • Apoia campanhas crowdfunding que lançam produtos sustentáveis e que aplicam o dinheiro dessas vendas em campanhas positivas para o ambiente. É o exemplo da parceria da Reflorestar Portugal e da Mukishoes
  • Oferece algo trocado em feiras de trocas ou compra algo em feiras de segunda mão, como é exemplo o movimento Troca-te e a Feira da Bagageira
  • Reutiliza e reinventa algo que tenhas em casa para oferecer

Embrulhos e enfeites de Natal – Esta é fácil! Se embrulhares os teus presentes em tecidos ou em papel de revistas/jornais reciclados ou até em sacos de papel que tenhas em casa! Existem muitas ideias na internet!

Desperdício alimentar – Faz uma lista e pensa no que normalmente sobra dos Natais anteriores. Cozinha em menores quantidades. Opta por refeições mais saudáveis e menos gulosas, vais ver que sobra menos e existe menos recorrência ao kompensan! Se sobrar: congela ou doa às campanhas Re-food Portugal!

48380992_651176398610877_4507628242269634560_n

O Natal não precisa nem deve ser um peso! Vamos tornar esta época mais amiga do ambiente e das pessoas.

All you need is less!

Sempre em fotossíntese até à próxima dica.                     

   Sofia Ramalho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s