Ambiente & Cidadania, Cartas da Terra, Rubricas

Carta ao Pai Natal

lcVuipM

Querido Pai Natal[1]

Ainda não nos conhecemos mas eu gostava de o conhecer e espero que, por estar tão habituado a crianças, não tenha preconceito com uma senhora entradota que não gosta de reality slhows para que as pessoas se conheçam melhor.

Talvez a altura não seja propícia… suponho que poderá estar em vésperas de algo parecido com as Black Friday que temos por cá e isso não deve ser boa coisa para coordenar, sobretudo se não tiver recurso a mão-de-obra imigrante ou terceirizada.

Por isso não lhe peço resposta na quadra natalícia. Pode guardar-me para a época baixa onde provavelmente até lhe saberá melhor responder às minhas perguntas parolas.

Que energia é essa que o faz correr por todo o mundo industrializado num tão curto espaço de tempo? Toma alguma coisa? Faz Mindfullness? É genético?

Sendo a Imortalidade uma das questões na agenda cá por baixo, suponho que tenha muito a contar sobre este assunto.

holiday-greetings-21

Como é que lida com tantos sósias franchisados?

Mesmo admitindo que tenha uma boa auto estima, não será fácil ter todas aquelas cópias (e algumas muito mal amanhadas) a fazer serviço um pouco por todo o lado. No fundo, pergunto-lhe como gere os seus nervos? Como lida com a frustração (se for o caso)?

O que é que acha dos outros milagreiros – Génio da Lâmpada, Santos e Santas, Super Heróis… – que não têm trabalho sazonal?

Vive do quê? Desculpe a indiscrição mas a reforma é simpática na sua aldeia? Tem Rendimento Social de Inserção? É herdeiro abastado e não precisa de se preocupar com estas questões?     É que por aqui estas (e outras) nuances fazem diferença.

Suponho eu que seja uma pessoa pacata que vive num sítio rural, rodeado de natureza preservada. O que é o que o faz vir à dita civilização numa noite específica?

Como é que consegue não se baralhar com o barulho das luzes? E que raio faz para ser um comercial tão eficaz?

Os estudos sobre empregabilidade e eficácia profissional iam ganhar muito em fazer um estudo de caso consigo. Em calhando, ainda vou ao pós DOC e passamos uma temporada à conversa.

07

E agora a última pergunta sobre tecnologia. Qual a sua versão de IPhone? Está em que redes? Posso pedir-lhe ‘amizade’? Acha possível nesta época continuar a convencer miúdos da sua história sem uma APP?

Desculpe este chorrilho de perguntas mas são mais de 50 anos de curiosidade.

Com admiração,

Isabel Passarinho

_________________

[1] Sabem as cartas que as crianças fazem ao Pai Natal?… Nunca fiz.

Mas tenho saudades do tempo fácil de menina em que as regras eram claras. E sabia que por esta altura do ano (ou um pouco mais tarde porque o tempo agora está acelerado) podíamos escrever ao Pai Natal, dando conta do bem que nos tínhamos portado e fazendo pedidos de recompensa traduzidos em presentes.

Não me lembro de alguma vez ter escrito a tal senhor.

Não sei se era por não estar certa do meu merecimento ou se não tinha muita crença na história. Provavelmente também por ser filha de um ateu e de uma católica pouco insistente. Ou porque no tempo em que cresci os desejos não se compravam tanto como hoje se compram. Não sei.

O que é facto é que a história perdura e tem uma legião de pequenos e graúdos que são fãs.

Desde a fé na magia à fotografia tirada nos centros comerciais, os contornos podem ser bastante diferentes.

Como mãe de filhos pequenos já contribui para alimentar a lenda. E durante a vida tenho-me cruzado com muitos adultos que têm uma relação com o que querem mediada pelo Pai Natal. Desejam e esperam que lhe seja entregue. Porque merecem. Em qualquer altura do ano.

Na verdade admito uma ignorância nostálgica por não ter este personagem no meu mapa de crenças e decidi escrever-lhe hoje.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s