Artes & Cultura, Rubricas, Viagens & Lazer

Olh’ó petisco!

IMG_4743

20age, Novembro 2018, Ferreiras

Não sabemos se é por estar na Estrada do Paraíso que o 20age nos conduz irremediavelmente à morada celestial, seja qual for o veículo gastronómico que destaquemos para a jornada. Não sabemos, ainda, se a velhinha casa recuperada à beira da principal rotunda das Ferreiras, pacata freguesia de Albufeira, é a razão por que todos os caminhos ali parecem desaguar, fazendo correr água na boca dos incautos passantes.

No fundo, só sabemos que é sempre um prazer e um gosto voltar ao lugar que apesar de recente (2016) nos devolve o passado como nós gostamos de o lembrar: clássico, acolhedor, transbordante de tesouros e memórias e pulsante de aromas caseiros que nos marcam (para) a vida. Assim é nesta casa de tapas e petiscos, de pratos tradicionais com óptimos néctares a emparelhá-los e de sobremesas que tresandam a pecado da gula.

IMG_4742

Mais do que bem localizado, bem idealizado, o 20age nasce do gosto ­pela cozinha e pela decoração retro de um casal perseverante que ousou diferenciar-se e trazer àquele lugar uma novidade antiquada, mas refrescante. O sucesso desta casa à moda antiga está à vista e conseguiu fidelizar todas as gerações e estratos, cativando pela sabedoria na selecção e preparo dos pratos e na variedade e bom preço dos petiscos, generosos no sabor como na dose, espelho do gosto e talento genuínos da gerência.

Se os pratos do dia recuperam as saudosas criações da cozinha nacional – cozido, francesinha, coelho à caçador, xerém com petingas, rancho, polvo, bacalhau, favas e outras perdições – os petiscos fazem correr muita loiça e apetecem consecutivamente, preparados no momento e devorados com agrado, ao lado de uma das muitas cervejas artesanais com que a casa sempre nos surpreende, ou da limonada feita a copo, na hora, se tiverem a sorte de encontrar por lá o irmão da patroa. Não sabemos se é o patê caseiro, a azeitona bem temperada ou se a culpa é mesmo das tábuas de queijos e enchidos. Já interrogámos a saladinha de polvo e as cavalas, sem resposta, e o mesmo sucedeu com as moelas, os ovos com farinheira, os pipis, os peixinhos da horta, o queijo de cabra com mel e nozes (safado) e outros meliantes que ali se reúnem diariamente. Os vinhos cercam-nos, altivos, como demónios tentando desviar-nos desta estrada, e consta nas bocas das velhas calhandreiras que muito bom homem se tem ali perdido. Ou achado, quem sabe.

IMG_4749

A decoração é um museu que o tempo e a estima dos proprietários protegeram, exibindo com vaidade o mobiliário robusto dos bons velhos tempos, o chão ladrilhado a azulejo, os baldes e garrafões que reencarnaram como candeeiros, as caixas de vinhos agora prateleiras, uma trindade de pasteleiras nas alturas e um televisor do tempo da Maria Cachucha. No 20age tudo nos conforta e nos transporta para o tempo em que o dinheiro chegava para comer muito e bem, com bom serviço e ambiente excepcional. No fim desta peregrinação, sabemos que esta é uma casa sabida, que sabe o que faz e faz com gosto. E lá diz o ditado vintage, que quem sabe…sabe melhor.

IMG_5140

20age – Tapas e Petiscos

Estrada do Paraíso (rotunda)

8200-559 Ferreiras, Albufeira

10h00 – 01h00 (encerra à terça-feira)

T.: 289 036 597

Maria João Barbedo  & Roberto Leandro

Uma opinião sobre “Olh’ó petisco!”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s