Artes & Cultura

Dune

FremenDune é o nome do primeiro volume da saga homónima, composta por 6 livros, de autoria do escritor Norte-Americano, Frank Herbert.

Dune é também o nome que os nativos dão ao planeta Arrakis, um planeta de clima desértico habitado por gigantescos vermes que reinam sob as areias do inóspito deserto, e a única fonte de melange, uma especiaria que prolonga a vida e confere dons premonitórios a quem a consome e é, por isso, o bem mais precioso do universo.

Frank Herbert apresenta-nos então as famílias Harkonnen e Atreides, e o feudo que as envolve devido à passagem de mãos do planeta Arrakis e da sua cobiçada especiaria, por ordem do imperador, dos Harkonnen para os Atreides.

A narrativa vai decorrendo entre complexas intrigas, golpes, tentativas de assassinato, batalhas e tudo o que possa decidir o domínio do planeta por uma ou outra facção, enquanto imperador, guildas e ordens místicas tentam influenciar o resultado da contenda de maneira a melhor preservarem a sua influência e poder.

No meio desta guerra intragaláctica pelo controlo da especiaria estão os Fremen, os nativos de Dune, especialistas em sobreviver no mais seco dos desertos e cuja religião professa a chegada de um salvador, nascido de uma mãe com características muito particulares, que libertará os Fremen do jugo dos seus opressores e transformará Dune num planeta verde em que a água é abundante e circula livremente à superfície.

Worms dune

Dune trabalha de maneira hábil e cativante conceitos de ficção científica, sociologia, trama política, ecologia planetária e evolução, física e religião, e ao ler-se as suas páginas entende-se perfeitamente o porquê e como de Dune ter servido de inspiração para obras tão marcantes como A Guerra das Estrelas, de George Lucas, Matrix dos irmãos Wachowsky e as Crónicas de Fogo e Gelo (que deram a afamada série televisiva Game of Thrones) de George Martin.

Dune é um livro que mais do que justifica o estatuto de clássico no género de ficção científica, mas que é, sem dúvida, muito mais do que isso, pelos temas que aborda pela mestria da escrita e principalmente pela magnificência com que aborda e desenvolve conceitos e ideias extremamente complexos numa narrativa absolutamente apaixonante.

Um dos melhores livros de sempre mas, com o aviso para as retinas do incautos de que, quer o seu tamanho, quer a complexidade do enredo e dos conceitos apresentados e desenvolvidos podem não ser do agrado de todos os leitores.

worm

Nuno Soares

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s