Artes & Cultura, Rubricas, Viagens & Lazer

Uma capicua com sabor a conquista

4

Os Descobrimentos são tidos como um conjunto de conquistas realizadas através de viagens e explorações marítimas, resultando não só na expansão portuguesa, mas também no contributo para aquele que hoje conhecemos como mapa do mundo. Por aqui, encarregamo-nos de fazer o mesmo no ramo da gastronomia. 

Rumo a Carvoeiro, numa rampa de face voltada ao mar, navegámos Onze adentro. Como o sol primaveril acenava à tripulação, ocupámos o “convés” dotado de um registo mais informal para a refeição. A “cabine”, em tons dourados e com uma decoração mais sumptuosa, ficou debaixo de olho (prometemos!) para outra viagem… talvez nocturna.

7

Após nos terem sido concedidos os menus e indicadas as sugestões do dia, faltava decidir a rota que – perdoem-nos desde já – não foi oficialmente registada dado o entusiasmo da descoberta. Um folhado com foie gras de pato e queijo de cabra, salpicado com uma redução de morangos e amêndoa laminada fez as delícias dos marinheiros curiosos (8€). A subtileza da massa, o equilíbrio do recheio e a perfeita combinação de sabores conquistaram.

2

Seguiu-se um mergulho no mar com uma espetada de tamboril, salmão e camarão, acompanhada de uma excursão por terra com um risotto de cogumelos coroado por um rib eye (cada aprox. 20€). Ambos garantiram a travessia dos piratas gustativos por águas límpidas e serenas, temperadas e no ponto que se previa. Os barris que transportam habitualmente na zona abdominal quase transbordaram, mas aguentaram o desafio que nem um Gama!

Para isso contaram também com a amarra ideal: o Soalheiro ALLO (aprox. 20€). “ALLO (alô) pode ser apenas um cumprimento ou ter surgido com inspiração na famosa série com o mesmo nome… ‘Allo ‘Allo! Uma sitcom britânica transmitida na BBC1 de 1982 a 1992 (…) mas são as iniciais de Loureiro e Alvarinho, duas castas nobres do alto Minho (…)”. Castas essas que acompanharam tão bem estas (pouco castas) pessoas como Di Caprio segurando Winslet no malfadado Titanic.

6

Estava concluída a jornada que, apesar de pouco planeada, chegou ao melhor dos portos. A promessa era a de saborearmos paladares mediterrâneos com salpicos de modernidade. Pelo caminho, oceanicamente menos atribulado que o dos nossos “egrégios avós”, fomos surpreendidos por uma ilha de cortesia e amabilidade irrepreensíveis, que se revelaram astrolábios na escolha dos caminhos mais procurados para os destinos mais ricos.

Em terra de Infante e tempo de Pirates, não há como não seguir a velha cantilena de Fausto e “Navegar, navegar (…) entre quatro paredes”!

1

Restaurante Onze

Rampa Sra. da Encarnação 11, Carvoeiro

Todos os dias: 12h00 – 23h00

T.: 282 357 427

Maria João Barbedo & Roberto Leandro

Uma opinião sobre “Uma capicua com sabor a conquista”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s