Ambiente & Cidadania, Editorial, Rubricas

Editorial – Abril

– Em Abril, águas mil! – diz-se num Portugal onde após as mil águas chovidas em Março, outras mil seriam bem-vindas tal o estado de secura em que se encontrava grande parte do país até este fim de Inverno.

A água é, efectivamente, um dos mais preciosos bens para a humanidade (quiçá o mais precioso), seja pela escassez de água potável, uma realidade presente um pouco por todo o mundo e em franca expansão, sendo que recentemente se fala do caso da Cidade do Cabo, na África do Sul, mas que não nos é, de todo, estranha no nosso modesto Portugal à beira-mar plantado, seja pela fragilidade do ciclo da água e do efeito nefasto da poluição crescente nas águas oceânicas que afectam ecossistemas, cadeias alimentares e, claro, a nossa saúde e qualidade de vida.

Em Portugal, hoje vive-se nesse âmbito (o da poluição das águas marinhas) um risco acrescido que em nada favorece a nossa sustentabilidade no que à água concerne. A ENI, petrolífera italiana responsável pelo desastre ambiental ligado à exploração de petróleo na Nigéria, e que detém os controversos direitos de prospecção de petróleo e gás natural ao longo da costa de Aljezur, no Algarve, está sobre forte escrutínio em Portugal.

 

oil-spill

Após a contestação por parte da Plataforma Algarve Livre de Petróleo (PALP) e pelos municípios Algarvios a Associação Portuguesa do Ambiente (APA) decidiu realizar uma consulta pública para que os cidadãos expressem a sua vontade de que se realize um estudo de impacto ambiental sobre a prospecção de petróleo ao longo da costa Vicentina. Este estudo de impacto ambiental, ao qual os contratos de prospecção de petróleo nunca foram submetidos, terá certamente grande impacto na tentativa da ENI de libertar substâncias nocivas nas águas marítimas Portuguesas.

apache-oil-spill-alberta

Para tal, qualquer cidadão com morada em Portugal pode expressar a sua opinião através do link Oiçam a Nossa Voz, que a PALP criou para o efeito.

O futuro depende de todos, a qualidade do meio-ambiente e da água depende de todos, e o contributo de cada um, é crucial para impedir que o flagelo do petróleo se instale em Portugal.

A sustentabilidade do nosso país, depende de ti!

Nuno Soares

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s