Artes & Cultura

H.G. Wells

h-g-wells-39224-1-402

Herbert George Wells nasceu em Bromley, Inglaterra, a 21 de Setembro de 1866, o que fez deste senhor Virgem, segundo o zodíaco, e Coelho para os astrólogos Chineses.  A combinação de Coelho Virgem é possivelmente responsável pela alta capacidade reprodutora que é reconhecida ao escritor que, para além de dois filhos de um dos dois casamentos que contraiu, tem-lhe atribuído mais 5 filhos de casos extraconjugais que foi mantendo nos longos e fastidiosos serões antes da popularização da televisão.

Mas para além de detentor de um faustoso bigode, quem foi H.G. Wells?

1
O faustoso bigode de H.G. Wells

H.G. Wells foi um dos mais brilhantes escritores dos dois séculos em que viveu (nos quais não falta concorrência), autor, entre outras obras, de A Guerra dos Mundos, publicada em 1898 (sim aquela que deu filme de Spielberg em 2005 e que já tinha dado outro em 1953, uma série entre 1988 e 1990 e um musical em 1978) e que narra uma invasão marciana com recurso a máquinas de guerra de três pernas (tripods) que possuem no seu arsenal raios laser e armas químicas. Foi também o autor de A Máquina do Tempo, de 1895, obra em que um cavalheiro da época Vitoriana inventa e constrói um frigorífico… não, a sério, uma máquina do tempo e vive experiências surpreendentes no ano 802 701 d.C., antes de se aventurar mais nas profundezas do espaço-tempo. Este livro foi também adaptado não menos do que 3 vezes para cinema (a mais recente em 2002) e para um sem fim de outras artes. Destaco ainda o Homem Invisível que Wells publicou em 1897, a primeira aparição de Marvel e, quiçá de Griffin, que conta a história de um químico que descobre como tornar corpos invisíveis, tornando-se a si próprio invisível! Aparentemente a invisibilidade não traz tantas vantagens como se poderia supor e o cientista passa boa parte da narrativa a tentar, sem sucesso, reverter o processo de invisibilidade. Em A Ilha de Dr. Moreau (1896), Wells relata um cenário Dantesco em que, um padeiro… apanhei-vos outra vez, o Dr. Moreau era médico, cria criaturas humanoides, capazes de fala e de intelecto (daquele que os seres humanos normalmente não têm dificuldade em entender), a partir de animais.

Apesar de os quatro títulos referidos serem de ficção científica, estilo literário em que Wells é simultaneamente um pioneiro e um nome basilar, pela riqueza e qualidade da sua obra, Wells produziu ensaios científicos, filosóficos, romances, contos, narrativas de natureza histórica e pelo mérito dessa imensa produção viu-se entres os nomeados do prémio Nobel da literatura não menos que 4 vezes (1921, 1932, 1935 e 1946), distinção que acabou por nunca ganhar.

H G Wells' Desk

Para além da sua prolífica produção de livros e filhos, H.G. Wells destacou-se ainda como um apoiante de causas sociais, sendo um pacifista, fundador da The Diabetes Association (hoje Diabetes UK) e professor, sendo o seu mais célebre pupilo, o também escritor e poeta, Alan Alexander Milne, autor de Winnie the Pooh. Wells formou-se em Biologia e desenvolveu trabalho jornalístico durante boa parte da sua vida, sendo também um ávido desenhador.

Na memória da humanidade fica um escritor visionário, um enorme espírito crítico, a sua ideologia socialista de redistribuição da riqueza e combate à pobreza, o apoio aos que, como ele, sofriam e sofrem de diabetes e um número considerável de obras de grande valor, literário e social, que inspiraram e inspiram tantos em tantas diferentes facetas da actividade humana.

H.G. Wells padeceu de falta de vida a 13 de Agosto de 1946.

Nuno Soares

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s